sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Você vai rodando

mas parece que é o mundo

e enquanto vou dançando

no seu corpo me confundo

e no profundo desse olhar

uma estrela eu agarro

e deixo cair no mar.



Você vai rodando

como se fosse um girasol

mas parece que é uma onda

e enquanto vou dançando

como dança um raio de sol

uma canção vou cantando

esperando como um viajante

se enamorando do mar.



Agora eu queria

ao seu corpo me entregar

assim como a musica

se entrega aos braços da dança

como uma mãe se dá

ao sorriso de uma criança



lobo 011

1 comentário:

®wahine disse...

Olá poeta lobo

Os seus poemas são sempre de grande beleza e muito bem escritos, contudo esquece de colocar o titulo.

Beijinhos

Fatima