quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Inscrição

ANA
Semente inesperada em ventre mimoso
Criança de sorriso fácil e folia em riste
Adolescente que sempre se achou pouco
Menina moldada mulher nos teus braços
Respeitável esposa, amante enlouquecida
Perdida na escuridão da tua ausência
Obstinada na procura do Sol em si
Mãe de um sonho em forma de rapazinho

Aquela que Nunca soube não te Amar

2 comentários:

Natalia Nuno disse...

Dói-me o coração quando te leio.
Por ser bonito o que escreves.

Um beijo da amiga

Ana Martins disse...

SAUDADES - MUITAS! - DOS TEUS COMENTÁRIOS!