sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Sigo o Sol

Fotografia de Paulo Sérgio (Olhares.com)


Setembro de novo sempre diferente.

A brisa fresca nas manhãs com aroma a terra húmida de noites de lua cheia.

Verte-se o perfume das magnólias por florir.

A partida não anunciada das andorinhas enche o silêncio dos campos arados.

Pó revolto que aguarda as chuvas que o engravidem de vida.

Repensam-se artistas (pintores e poetas) numa escrita sem presunção.

Os sentidos alerta em toques de pele por descobrir as texturas e cores do mundo a girar.

Sim. Danço só para ti.

Absorves-me com esse olhar de menino abandonado, entrego-me às tardes mornas do teu abraço e (a)fundo-me em ti.

2 comentários:

MAILSON FURTADO disse...

Belo post, belo espaço!

Parabéns, muito bom mesmo!!!

Conheça o meu espaço...
http://mailsonfurtado.blogspot.com

Luiz Sommerville disse...

AnaMar , Setembro contém o nostálgico encanto do mais suave Verão e do mais ameno Inverno. Clima , temperatura equilibradas para a geografia dos corpos.
Muito bonito.

bjs