quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Tu cá tu lá

Tu cá

num mundo de sonhos

partilhados

rios de palavras por

inventar

mares de emoções por

desbravar.



Tu lá

nas mãos que se

estendem

numa dádiva incontida

alma que se liberta

nas palavras sem

despedida.



Tu cá tu lá

eu e tu

nos caminhos que nos

aproximam.






Está prestes a fazer um ano que vivi um dos dias mais felizes da minha vida no lançamento desta antologia,desde ai a minha vida nunca mais foi igual,no sentido em que dediquei muito do meu tempo livre á escrita e ao aprendizado desta arte que me fascina e me faz numa pesssoa diferente.
Ausentei-me durante muito tempo deste site,apesar de vir aqui de vez em quando e de me dar conta de algumas mudanças.

Acho que com o meu afastamento estava a ser injusta com a mentora deste projecto,foi ela que me deu a mão e é sempre uma estrelinha que me guia lá longe,sinto-a sempre presente e sinto a sua força e a sua influencia cada vez mais na minha escrita.

Hoje,e por estar quase a fazer um ano do lançamento da antologia vim até aqui e vi que a minha presença é de alguma maneira respeitada e acarinhada,vi o lançamento de meu livro aqui destacado.

Quero por isso,pedir desculpas pela minha ausençia nas postagens e de alguma forma me tentar redimir das muitas ausencias e silencios a que me sugeitei..

Á Fatima,os meus parabens pelo exelente trabalho que tem feito neste blog,e as minhas desculpas por alguns dos meus silencios.

assim que acabar esta azafamo do lançamento do meu livro vou tentar postar com a mesma assiduidade.

Beijos.

2 comentários:

Mª Dolores Marques disse...

"Tu lá
nas mãos que se
estendem
numa dádiva incontida
alma que se liberta
nas palavras sem
despedida"

Saozinha, sabe o quanto a admiro, sabe também que há momentos que se vivem e outros que se avizinham sempre aos nossos olhos. São esses que fazem de nós seres em permanete mudança, connosco e com os outros. O caminho faz-se caminhando sempre em frente. É esse agora o meu lema, o meu estado de alma, perante quem está próximo. Sei que os que nos estão próximos, nunca deixará de o estar, mesmo que sigam por outros caminhos, onde reside ainda parte do que procuram.

Sabe que foi um grande prazer ter-vos num livro, que resultou deste espaço, um espaço onde as palavras se encontraram. É um livro diferente, que para mim tem muito significado, pelo facto de ter as pessoas que comigo se encontraram.

Isto para lhe dizer que a Saozinha ou qualquer outra pessoa que deixe de poder estar aqui, estará sempre no meu pensamento como um grande companheiro(a) das palavras.

Um bom exemplo, disto é o facto de voltar a ter a Fátima neste espaço, e que eu agradeço, por estar a gerir o blogue de uma forma fantástica.

Um beijo de agradecimento e já agora reintero aqui o meu pedido de desculpas a quem se sentiu mal por alguma falha minha. A Fátima já sabe também deste meu sentir.

Beijos e abraços a todos

Dolores Marques

®wahine disse...

Ola Sãozinha. Tenho todo o prazer em fazer publico este evento de uma poetisa deste espaço.Imagino todo o trabalho que esteja por trás de uma edição, por isso entendem-se os silêncios. Todos temos os nossos momentos e sabemos o quanto por vezes são necessários.
O seu convite foi publicado ao mesmo tempo no meu espaço Beijo Azul

Votos de muitos felicidades para esta edição. O seu mérito como poetisa é condição suficiente para o êxito da mesma.

Beijo azul