terça-feira, 26 de outubro de 2010

O Nascer Do Poente

Suponho
que já não penso
suponho
que já não sou
suponho
o verso extenso
do poema para onde vou ...
suponho
que supus
imaginando...
entretanto ...
do tanto que me transpirou
deste que me fui porque te sou


a luz voando ...



Luiz Sommerville , 26102010

1 comentário:

Eduarda disse...

Luiz,

e imaginando ser tanto, supomos sempre um novo nascer.

bj