sábado, 16 de outubro de 2010

Trevo de 4 folhas


- Já nem sei se me disponha a ouvir-te nesta hora tardia. Tenho um livro novo, e lá dentro um trevo de 4 folhas.

- Trevos a esta hora da noite, não. Prefiro as pétalas das rosas que perfumam ainda o jardim, de onde avistei o Bocage

- Rosas ? Não as vi, mas vi muitos cravos cheirosos, e julgo ter visto um no bico de uma gaivota que descansava junto aos pés do tal poeta.

- Eu vi muita coisa, mas gaivotas não. Vi alguns poetas que talvez se tenham lavado com água de rosas e vi um livro, isso sim, um livro que se desfolhava sozinho. Fiquei a ver onde ele foi parar, quando te saiu das mãos e voou junto aos olhos da estátua desse poeta. Coitado dele, ninguém reparou, mas eu vi-o a espreitar pela fresta de uma janela.
******************
Dedicado à Nanda, pela apresentação do seu livro hoje em Setúbal

5 comentários:

Nanda disse...

Dolores querida,
Há momentos que de tão belos nos deixam a voz e a alma embargada.
Obrigada por estares comigo e fazeres parte do leque de amigos do mundo da poesia que me brindaram com a sua presença e apoio.
A foto já guardei. Obrigada!
Beijinhos
Nanda

®wahine disse...

Uma bela dedicatória a uma poetisa e amiga muito querida. Parabéns Nanda.Não estive presente fisicamente mas estive contigo de coração.

Beijo azul

Eduarda disse...

Nanda,

Sei que foi um sucesso e embora ausente, não me esqueci de ti.

bj

Clarisse Silva disse...

Uma bela dedicatória a uma poetisa que tive o previlégio de contactar neste mundo da escrita. Um dia ainda terei o gosto de a conhecer pessoalmente. Votos de muitos momentos felizes, agora também com o novo livro!

Beijos,
Clarisse

Luiz Sommerville disse...

Dolores , que belo ! Pois viste , viste o poeta (o livro) "espreitando pela fresta duma janela" , só tu poderias ver ! Teu olhar é poesia pura , daí que , esta bela homenagem acabe tendo como resultado dois trevos de quatro folhas , ou oito folhas !
1 - Amor
2 - emoção
3 - paixão
4 - amizade
5 - dedicação
6 - admiração
7 - ternura
8 - beijo

que belos trevos tu colheste !

beijos