domingo, 27 de maio de 2012

NO VAI-VEM DO AMOR



















Espero que apareças...
Espero-te aqui na esquina,
mas não esqueças!
Traz contigo o perfume campestre,
o mesmo que me ofereceste
quando era menina.
Chorei,
no dia em que nos despedimos.
Só eu sei!
O gosto das lágrimas salgadas,
as vozes enamoradas,
o beijo exasperado,
a lembrança de mão na mão.
O coração trémulo, calado.

A nossa sede, o nosso abraço
A minha oração sem esperança
O meu rosto sem traço
Aquele que me viste em criança.

Sangue sem sangue, sem pulsação
E a noite, a mansidão?
Meu vestido branco, flores no cabelo
louco, louco este meu desvelo.
Com meus olhos digo que amo
Meu andar fica cativo
No meu sonho por ti chamo
Amo-te, amo-te!
Docemente te digo.

Espero que apareças!
Recolhe-me no teu olhar
e não esqueças,
traz contigo a magia do luar,
e uma ou duas lágrimas para às minhas juntar.
Faremos um lago a soluçar,
e dos meus olhos cairão rosas,
que crescem ainda, por entre pedras preciosas.
E nossos dias serão de marfim.
Falaremos de magnólias, de jasmim,
enquanto os nossos sonhos adormecem.
E depois, por fim...
o tactear que buscámos tanto
Milagrosos sonhos que permanecem,
e vamos sonhando por enquanto.


natalia nuno
rosafogo
imagem ret.da net

6 comentários:

Francisco Coimbra disse...

ANOTAR O MOMENTO

cheguei à esquina e tu não estavas
mas tinha o coração repleto
de histórias de amor

bem como um caderno e lápis
para anotar o momento

todo sentimento!
Assim

A NOTAR MOMENTO

cheguei e fiquei esperando
ver você já esperando
por mim a chegar

cheguei e lhe imito
em fala Brasil

você é baril!
Mim

Jessica Neves disse...

Tão doce Natália
Esse poema de amor

Quanto sentimento

beijinhos e boa semana *

Jessica

PÈTALA disse...

Olá Natália

A claridade de novo se abriu e brilhou
Ressurgiu das trevas trazendo alento
O que aparentava tempestade amainou
As correntes abrandaram de momento.

O amor não tem portas nem janelas
Não é coisa que se possa aprisionar
Precisa de muito rega e canções belas
Para nunca o deixar murchar e calar.

Coração de lindo canto
Muito ainda tem para dar
Saem palavras de encanto
Que muito tem para amar.

Beijo

Natalia Nuno disse...

estava mas não me viste
e eu triste fiquei
quando um beijo me pediste
de tristeza não te o dei

Viraste a esquina e eu virei,
E anotei o momento
Mas foi grande o desalento.

Beijo e grata p'lo comentário amigo Francisco.

Natalia Nuno disse...

Jessica minha amiga carinhosa, fico feliz se gostaste, pois dou muito valor ao teu apreço.

Beijinho, boa semana também para ti.

Natalia Nuno disse...

Um doce piar de cotovia
Junto ao rio que eu olhava
Só o meu coração a entendia
Solidão em mim se insinuava.

Mas a amizade me trouxe até aquI
PARA TE AGRADECER PETALA, o carinho de leres as minhas modestas poesias.

Beijinho com desejo de boa semana.