segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Imagens que ficam, Palavras que se entrecruzam- (Antologia Tu Cá, Tu Lá, II)

Compilação de poemas dos autores que integraram esta antologia, por São Gonçalves


Não sendo estudiosa nem conhecedora profunda da vasta obrado grande poeta Fernando Pessoa,apenas como mera leitora e admiradora dos seus enumeros poemas e dos heterónimos,posso destacar que o poeta através da sua imensa e vastíssima obra des...bravou caminhos que tinham como objectivo o conhecimento da natureza e da condição humana,nos seus mais variados e complexos aspectos.A religiosidade a metafisica,a filosofia ,as inconstâncias da alma,foram temas por ele explorados,numa ânsia de dar sentido a vida e a existência,.
Ora esta antologia tem como linhas principais esse mesmo objectivo,Não sendo uma antologia temática,não obedece a um só tema,a uma só linha de pensamento,tendo portanto esta liberdade enorme de abarcar nela e na sua diversidade todas as temáticas que compõem a busca e a procura de uma existência mais abrangente e pacificadora.
Cada autor na sua singularidade a na sua diversidade tenta com as suas palavras encontrar conceitos que expliquem a complexa estrutura inerente à condição humana.
Aqui estão representados pelos variadíssimos autores,a condição espiritual e metafisica,as alegrias,as tristezas,as memorias e as saudades...o amor ,a ligação a terra e a natureza.
Debrucei-me sobre a nota introdutoria,porque é a meu ver aqui que se encontra toda a riqueza e toda diversidade ,é a coluna dorsal desta antologia.
Nestas pequenas notas introdutorias encontramos uma enorme diversidade de questionamentos e repostas que nos levam a amar esta antologia e a pensar que é única e diferente,das muitas que tenho tido nas mãos ,não é apenas uma compilação de poemas de vários autores,mas um resumo desta nossa viagem pela terra e pelo espaço sideral.



Lurdias Dias(cleo),faz na sua nota introdutoria as perguntas fundamentais que nos leva ao processo criativo.."afinal quem somos. de onde viemos ,o que fazemos aqui"
Estas são as perguntas que todos nos fazemos constantemente na nossa vida diária e que tentamos através da escrita encontrar respostas,e as respostas estão nos variadíssimos autores.E porque para tentarmos compreender esta nossa passagem pela terra ,somos sujeitos a inúmeras mudanças."E porque a mudança é a evolução do conhecimento de nós próprios". Escreve Anamar.Ou em Conceição Bernardino "quantas vezes me escuto numa pausa de cinco compassos,o encontro com a escrita e com as verdadeiras questões existenciais nas pausas que se tem de fazer.

Maria Gomes por exemplo,da como titulo ao seu conjunto de poema "fragmentos de um destino".Ou Clarisse Silva"Cinco temas o mesmo destino,o destino da cada um de nós"
Marisa Soveral explora a vida e os seus antagonismo,"o belo e o terrível,o amor que purifica e o desamor que destroi,a felicidade e a infelicidade. Ainda sobre o amor Ana Martins na sua participação "Sempre" escreve que "o amor é o único sempre de que se faz a vida".A todo este conjunto de sentimentos podemos acrescentar a poesia da Maria Antonieta Oliveira,com os seus "sentires"



Natalia Canais Nuno,com os seus "entardeceres nocturnos"onde compara a sua poesia a beleza da natureza e a sua constante mutação e transformação.Podemos ler de como a ideia da distribuição da terra nos pode dar uma imagem poética plena de sentires,em" Mi(n)fundios""amostra dos frutos que cultivo"Teresa Teixeira.
O amor,os seus encantos e desencantos é sempre um tema incontornavel na vida e na escrita,Gonçalo Lobo Pinheiro,explora aqui "O teu olhar", As desilusões e as frustrações no campo do amor"a libertação de sentimentos antigos para dar espaço a novos sentimentos



As fragilidades da condição humana,o tema explorado por São Gonçalves,o ser humano visto nas suas forças e nas suas fraquezas,a fragilidade dos corpos,dos sentimentos,do passar do tempo.
Os sonhos explorados pela mão de Eduarda "Sonhos etiquetados",Ou a visão do mundo com Fernanda Esteves.
A perfeição e a imperfeição explorados pela mão do poeta José Carlos Patrão, o mundo real e mundo imaginado uma realidade do mundo moderno e consequencia das ligação ao mundo virtual,onde segundo autor se intensificam as qualidades em detrimento dos defeitos.A procura do autor em se encontrar nas suas qualidades e defeitos...
A sátira ,na escrita de Lobo Duarte,uma visão mais lúdica da vida.
E a inexorável passagem do tempo sempre presente nas nossa vidas,Runa escreve "seguindo o escoar dos tempos.Também Antonio Bernardino escreve "janelas do meu tempo""E na passagem do tempo nascem as memórias,tema riquíssimo no domínio da poesia,trazido aqui por Verissimo salvador Correia,"memórias que o tempo não consumiu".Luis Sommerville,associa o sentir a um relógio ajustado,onde as palavras escorrem do passado e desaguam no presente


O silêncio e alma metamorfoseados em palavras,nas mãos de Liliana jardim"Solto a alma nas folhas,tingidas do pretérito...versos esculpidos no silêncio"
E a transformação da nossa pequenez em algo mais grandioso através da escrita de Dolores Marques ,"Fios de luz"são os fios que devemos seguir ,"rituais de transformação que nos purifique a alma e acalme os corpos,a escrita como balsamo ,para as fraquezas do corpo.
"viver ,simplesmente,e o corpo se ajeita,o pensamento coaduna-se através de rituais sistémicos,desliga-se do invólucro que traz sempre que há madrugadas claras e olhos postos no céu."

No entanto ,tudo é relativo e tudo pode ser tão diferente no sentir da cada um,António Martins escreve na sua nota"Pro eminencias""A relação entre a relatividade e a existência de cada sentir".

Este é o meu trabalho sobre a obra, que gosto e que tenho mais uma vez a honra de fazer parte.
A todos os autores a maior sorte e o maior sucesso.

São Gonçalves.

Que este seja só mais um passo, no seguimento da partilha entre todos, objectivo da criação deste blogue, para que nas palavras nos encontremos.

A todos o meu muito obrigado, pelo que fizeram deste dia!


(Dolores Marques)


(Fotos - Natália Nuno, Via Facebook)

3 comentários:

Clarisse Silva disse...

Bom dia a todos,

Ficam, para além destas imagens, outras que o tempo não apaga... Um gosto estar presente.

Parabéns a todos, especialmente a quem tornou este livro uma realidade.

Saudações,
Clarisse Silva

wahine® disse...

Um momento único! Obrigada a todos os que aceitaram fazer parte do projecto da mentora deste espaço.

Obrigada Dolores e Liliana pela realização deste evento.
Obrigada e parabéns a todos aqueles que eternizaram este momento feito obra!

Beijo azul

Natalia Nuno disse...

Foi um prazer enorme, a leitura da compilação, creio que resultou muito bem, fico feliz por conseguir dizê-la sem nenhuma hesitação ou engano.

Um abraço a todos os presentes,amei conhecer o Runa,o Alberto, a Clarisse o Lobo,e rever outros amigos.