quinta-feira, 26 de maio de 2011

ATÉ QUANDO?



O vento rodopia
Em torno do meu rosto
Será Setembro...será Agosto?
Já nem recordo o dia.
Voam as aves da lembrança
Meus olhos já não sabem chorar
Mataram  a minha esperança
Sigo caminho,
donde não posso voltar.

Até quando? Até quando?
Levo um lenço branco acenando.

Passa o vento com seus dedos
Zunindo aos meus ouvidos
Varre a morte e os medos
Liberta-me os sentidos.
Deixa um eco que perdura
E minha recordação se aviva
Lagos nos olhos, loucura
Nesta aventura à deriva.

Até quando? Até quando?
Levo um lenço branco acenando.

rosafogo
natalia nuno
imagem-blog para decoupage

5 comentários:

Roberta disse...

Oii..nossa que música linda e que acalma a alma!!
Gostei da mensagem..sempre é bom refletir!
Bjos
Roberta

casos e acasos da vida disse...

Excelente Natalia e o teu livro é um fascínio de sensibilidade!
Bjs
Marisa

Natalia Nuno disse...

Olá Roberta, que bom receber teu apreço.
Grata pelas palavras carinhosas.

Beijinho

Natalia Nuno disse...

Tudo bem contigo Marisa?

Fico muito orgulhosa amiga, bom saber que as minhas tão simples palavras fazem eco no teu coração.

Beijinho de gratidão.

Irene Alves disse...

É sempre bom encontrar a sua
poesia pelos diversos sítios
que ela se apresenta para
nos encantar. Bj.