domingo, 21 de dezembro de 2008

Fascinação




Que lindas!
Que belas!
As estrelas no céu sem fim!
Olho para elas
Elas para mim
Que lindas!
Que belas!
As estrelas no céu sem fim
Mas... é dia...
Ah, já sei!
Dormia...
Sonhei...
Mas... aquelas estrelas
Tão lindas
Tão belas
Que eu vi lá nos céus...
Estou a vê-las
Meu amor
Nos olhos teus!

Conceição Bernardino

2 comentários:

Anónimo disse...

Simples e tão bonito poema, nem uma palavra pretensiosa ou excessiva, tudo apenas simples e lindo, como as estrelas de sonho e reais do poema - é cativante esse acordar do sonho do sono, com estrelas belas do céu, e ficar no sonho real de olhos amados, com estrelas mais apaixonantes ainda.
É tão doce e atraente o ritmo deste bem belo simples poema.

Jorge Cardoso disse...

aqui nos encontramos também na poesia das palavras, contando e cantando às estrelas.

simples e belo!

beijo e bom natal