terça-feira, 14 de agosto de 2012

Último Encontro



Breve é o tempo
Sagaz lembrança
Em pétalas roxas
Formas de luas
Firmando a noite

Cores de céu
Pintam os silêncios
Proscritos 
Na minha voz
Mas ouvem-se 
Ecos estranhos
Em fundos distantes

Acontece por fim
O último encontro
Das flores rosadas
E dos lírios brancos
Na manhã acabada
De chegar ainda agora

E eu e tu
Sem chão
Sem um não
Sem ar
Sem mar
Sem um céu
Sem um véu
Na madrugada
Enlaçados
A seguir a corrente
Dum rio


1 comentário:

cores e outros amores disse...

Um belíssimo poema. Obrigada!