segunda-feira, 10 de setembro de 2012

sonho de amor




a noite estremece ao redor
da nossa cama,
o amor ainda fulgura,
ainda por nós chama
é grande a ventura,
apesar da memória já obscura
povoa-se de fantasia,
enquanto eu sou
e tu és
a minha força, a tua força,
dia a dia.


o fogo é esse,
ainda temos muito prá andar
deixa nos teus braços descansar,
do cansaço que o inimigo tempo
em mim plantou
quero sempre voltar a te ofertar

o amor
que em nós nunca se recusou.

entra a lua pelas frestas
esquecemos o mundo á nossa volta
afecto é o que nos resta
só o tempo me traz revolta.
e o sono sem saber
se deve ou não aparecer
assim nos amaremos
até Deus querer.

natalia nuno
rosafogo

2 comentários:

PÈTALA disse...

Olá Natália

Teus sonhos são de encantar
Sejam de noite ou de dia
O coração nunca deixa de amar
Sempre que nele reine alegria

Teu amor é puro e belo
Tudo nele é um prazer
Tal cavaleiro em castelo
Sempre á espera de te ver!

Beijo

Pétala
PS: contrariamente ao que tinha anunciado ainda não fui embora de vez. O” bichinho” pela escrita ainda não o permitiu…Pese embora Já não seja tão interventivo, seja no meu blog, ou nos que costumava visitar e comentar. Tudo de bom na tua vida, querida amiga. Beijinhos

Natalia Nuno disse...

Obrigado PÉTALA, virás sempre que quiseres, e deixarás saudade.

Um beijo da amiga
natalia nuno

Gostei muito deste teu comentário, sempre belas quadras rimadas como poucos sabem fazer.