quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Dolores e Amor(a)

Aromas multicolores
Enraizadas em Do(lo)res
Desafiam-se empoleiradas
Em silvados caídos
Sob(re) fragas soltas desiguais...

E o amor(a) - distinta conexão
Que em tudo põe vermelho cor(ação)
Descarrila em linhas cruzadas
Num qualquer Setembro de emoção...
Fruto imperfeito e doce torpor
É dor(mente), no exacto momento
Do "sim meu amor"

Dueto - Dolores e Amora em Luso-poemas

http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=51753

1 comentário:

Novo Olhar disse...

Foi um prazer enorme poder escrever este dueto com Amora em Luso-poemas.
Para ti Amora, obrigaddo pela partilha

Dolores Marques