domingo, 23 de novembro de 2014

meus passos...



num lapso de tempo foi-se a vida
felicidade é como água que corre
de cheio e vazio, descida e subida
tudo à mercê do tempo vive e morre

mergulho num torvelinho de ideias

à mente os anos felizes descuidados
ainda ontem comigo, paredes meias
hoje fardos a cada dia mais pesados

num vôo como águia no céu planando

ou como uma pena levada pelo vento
entre dúvida e esperança vou acabando

meu sonho é vela já meia consumida...

na tremura dos dedos procuro alento
uma razão, raiz que me agarre à vida


natalia nuno

rosafogo

4 comentários:

wahine® disse...

sempre muito salutar ler a tua poesia. parabéns natalie
beijo azul

Natalia Canais Nuno disse...

Foi à muito mas também não tenho aqui vindo, agradeço Fátima o teu comentário.
Não sei sequer se isto continua ou não, ninguém aqui aparece...

Deixo um beijinho

Silenciosamente ouvindo... disse...

Os nossos passos vão sempre
influenciando a nossa vida.
Gostei muito.
Bj.
Irene Alves

Natalia Canais Nuno disse...

Grata amiga Irene bom saber do seu apreço.

Bjs