quarta-feira, 8 de maio de 2013

Só resta a luz


Avisto ao longe a desgraça
O mundo resvala contra a corrente
Só resta a luz…

Solta-se das varandas e das janelas
Abertas para o mar
Avançam orquídeas em direção ao sol

Enquanto a noite se veste de branco
Do céu, chovem pétalas de cristal

Rituais que se confundem
Com o abismo profundo
Transportam-me para lá da vida
Enquanto a cidade dorme

E a luz…
Um novo movimento
Qual sémen delicado
No ventre do universo

(2009)


3 comentários:

Gisa disse...

Delicado e lindo.
Um grande bj

Antonio disse...

Buenas, enhorabuena por el blog, me gustaría intercambiar enlaces contigo y que nos sigamos mutuamente.
Un enorme saludo desde http://orgullobenfiquista.blogspot.com/
http://bufandasybanderasamps.blogspot.com/

Oi, parabéns pelo blog, gostaria de trocar links com você e nós seguimos um ao outro.
Uma saudação enorme de http://orgullobenfiquista.blogspot.com/
http://bufandasybanderasamps.blogspot.com/

irene alves disse...

Gostei imenso do poema e da imagem.
Bjs.
Irene Alves