quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

trovas...dias cinzentos

 
 
 
Começa a chuva a bater

bate o coração no peito

é o inverno a acontecer

e esta saudade sem jeito.


bate no vidro da janela

não me deixa ver o rosto

que eu amo através dela

de manhã ao sol posto...


já são as horas tardias,

nada me traz as respostas

luzes nos vidros sao frias

angústias me são impostas


sugam a alma num estertor

óh...estes dias tão cinzentos!

embaciado anda nosso amor

são cinza os sentimentos...


desfazem-se palavras a medo

já não sabem nem que dizer!

abrandam-me a dor em segredo

ah...não deixa a chuva de bater!


natalia nuno

rosafogo

2 comentários:

irene alves disse...

Gostei mas felizmente que a chuva
"pelo menos parou". Mas gostei
muito de o ler.
Bj.
Irene Alves

Natalia Nuno disse...

Grata Irene çpor ler minhas trovas.

Beijinho