sábado, 15 de dezembro de 2012

Encontro de amantes



No largo se encontraram
Numa manhã de domingo
Encontro premeditado
Por entre a multidão
Que despercebida
Ali os deixou sós

Questionaram seu anseio
Por entre seus quentes corpos
Alheios à sua paixão
Que a tanto respondeu

Ruídos vaguearam
Nas pedras daquele chão
E a voz que vinha da gente
Fez silêncio para eles

Deram-se nas suas mãos
E sorriram-se loucamente
Num abraçar que tanto aperta
Enquanto o sol se despedia
À chegada da nova lua
Naquela praça já deserta

 
António MR Martins

3 comentários:

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Runa
Passo, com calma, bem antes da data, para desejar-lhe, com carinho fraterno, que vc tenha Boas Festas neste fim de ano!!!
"A felicidade é com a gota de orvalho numa pétala de flor, brilha tranquila, depois que leve oscila e cai como a lágrima de amor".
Que vc seja muito abençoada e feliz!!!
Abraços fraternos de Boas Festas

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

En esa Playa, difuminándose el Sol y apareciendo la Luna; se dio comienzo al fuego encendido de la Pasión.
Precioso Poema.
Um abraço.

Graça Pereira disse...

Passo para te desejar um Feliz Natal e um 2013 em GRANDE!
Beijo
Graça